Inteligência artificial identifica tributos pagos a maior pelas empresas e parte destes valores pode apresentar oportunidade de recuperação para alívio dos empresários

Impostos, taxas e encargos. Essas palavras tiram o sono de muitos empresários que exercem arduamente suas funções executivas e de empreendedorismo para honrar a folha de pagamento, quitar seus fornecedores e manter as respectivas empresas em operação, mesmo diante de tanta insegurança na economia brasileira.

Sabemos que cada empresa tem a sua peculiaridade e quando pensamos nos encargos sobre a folha de pagamento, a complexidade é enorme. São diversas categorias de recolhimentos, com regulações específicas, que sofrem alterações frequentes.

Em geral, muitas empresas se utilizam de softwares de mercado ou terceirizam todo o processamento da folha, muitas vezes com parametrizações gerais por setor ou ramo de atividade.

Diante a tantos cenários diversificados por processos e operações, é comum que as empresas acabem pagando encargos a maior ao longo dos anos de sua existência, perdendo muito dinheiro, na ordem de milhares de reais ou de milhões de reais todos os anos.

Uma boa notícia e que já é realidade para uma boa parte do empresariado é que nos últimos anos empresas dos mais diversos segmentos estão se beneficiando com o uso de software de inteligência artificial, cuja função está ligada na análise de dados pagos em folha de pagamento e que identifica valores recolhidos à maior, propiciando a oportunidade de recuperação.

O que é considerado muito oportuno, afinal pode significar uma grande oportunidade de melhora do fluxo de caixa em qualquer momento para as empresas, principalmente em períodos de turbulência do mercado financeiro, podendo até significar a continuidade da existência para muitas outras.

Como funciona?

O sistema reprocessa todos os encargos da folha de pagamento dos últimos 5 anos utilizando arquivos eletrônicos já disponíveis na empresa. Uma vez carregadas as informações, a plataforma processa a folha conforme regras e tabelas de incidência, compara os valores efetivamente recolhidos com os valores encontrados pela plataforma e aponta as discrepâncias (créditos ou pontos de atenção).

Todos os créditos são analisados por uma equipe de especialistas para validação, quantificação e aprovação com o cliente. Em seguida, os procedimentos para monetização do benefício financeiro são realizados.

Que tipo de empresa pode usar essa tecnologia?

Empresas no lucro real ou presumido com um patamar médio de 50 funcionários e/ou superior, nos últimos 5 anos.

Encargos analisados pelo sistema?

Contribuição Previdenciária Patronal (20%+ adicional de 2,5%), Contribuição Previdenciária Retida na Fonte (11% ou 3,5%), Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta (CPRB), Contribuições destinadas a outras entidades (Sistema S, Incra e FNDE), Contribuição para o SAT/RAT x FAP, adicional do SAT/RAT e FAE, estudo de CNAE preponderante por estabelecimento, FGTS (adicionais de 0,5% e 10% da Lei Complementar nº 110/2001).

Alguma dúvida? Então saiba que a Direciona Consultoria tem uma equipe de especialistas que irão te ajudar. Entre em contato agora mesmo!